quarta-feira, 25 de maio de 2016

09 - IN MEMORIAM * Ibéria


Federico García Lorca
(Fuentevaqueros, 5 de junio de 1898
Viznar, 19 de agosto de 1936)





N' Os grandes cemitérios sob a Lua,

o grito do cigano de Granada

a noite da vergonha perpetua

na dor da minha Ibéria assassinada.



Ardia o mês de Agosto. Era verão.

E a terra ensanguentada ainda jaz,

memória de um sem tempo e sem razão

que fuzilou o sonho, o verbo e a paz.



Agora, nas palavras, o tardio

consolo do clamor que repudia

o gesto da barbárie consentida.



Mataron Federico! E no vazio

do tempo sem amor e sem Poesia,

persiste, em carne viva, esta ferida.







José-Augusto de Carvalho
26 de Março de 2007.
Viana * Évora * Portugal

Sem comentários: